• Emanuela Rainho

9 pontos importantes na relação entre médico e paciente

O relacionamento entre médico e paciente é muito mais do que uma consulta de consultório, ela é uma relação delicada onde ambos constroem uma relação de confiança e responsabilidades.

Muitos pacientes consideram o médico como um membro da família e com ele compartilham as suas dores e emoções durante o tratamento de uma determinada doença.

Quando falamos de um assunto da saúde, seja qual for a doença, atualmente nós buscamos informações na internet e já levamos para o consultório uma prévia do que achamos que pode ser. O médico precisa estar preparado para orientar a melhor forma de tratamento ou como seguirá a consulta para chegar ao diagnóstico sem ofender ou ignorar o conteúdo da pesquisa.

Em 2012, o Google notou que o comportamento do consumidor estava mudando e realizou um estudo com mais de 5.000 consumidores.

Esse estudo revelou que realmente houve uma importante mudança na jornada de decisão de compra do consumidor.

O momento em que ele estava em frente ao produto ou serviço, já não era o primeiro momento da verdade.

Ao saber de um produto ou serviço, a primeira atitude dos consumidores é pesquisar na internet, muito antes de ir até o ponto de venda.

E foi nesse momento que o Google batizou de Zero Moment of Truth (Momento Zero da Verdade).

Ao longo da minha carreira percebi que muitos profissionais da área de saúde têm dificuldade de publicar conteúdos relevantes na internet com linguagem acessível para todo tipo de público. Muitas vezes, por falta de tempo, ou por ter muito acesso aos conteúdos técnicos.

Porém, o que muitos esquecem é que o objetivo final é promover a saúde para todas as PESSOAS e ajudar a resolver os seus problemas. E PESSOAS têm sentimentos, dúvidas, anseios e uma série de outras questões que são muito importantes de se levar em conta na relação médico-paciente.

Pensando nesse novo padrão de comportamento e nas oportunidades presentes neste novo cenário que se apresenta, eu preparei 9 dicas que vão te ajudar a ter uma melhor relação com seus pacientes (clientes).

São elas:


Dica 1: Confidencialidade e Privacidade

Criar uma relação de confiança para que o paciente conte até aquelas mais informações mais íntimas, as quais, muitas vezes, esses pacientes não revelam nem para a própria mãe. Nesse caso, o médico é o fiel depositário dessas informações e é preciso entender que, independente da idade, todos têm o direito à preservação de suas informações pessoais.

O paciente não pode ser observado sem a sua própria autorização, bem como ser proibido de ter acesso às informações sobre si próprio e sobre sua intimidade.

Dica 2 - Segurança

Na área de saúde é importante o paciente se sentir seguro e confortável desde o seu primeiro contato no consultório. O paciente precisa ter a certeza de que encontrará no médico alguém que possa dar proteção às suas necessidades, podendo, sem medo de se expor fisicamente e psicologicamente.

Dica 3 - Validação

É importante, para o paciente, que suas necessidades sejam reconhecidas como verdadeiras e aceitas pelo médico.

Dica 4- Aceitação

É a necessidade do paciente sentir-se aceito por uma outra pessoa estável, confiável e protetora, presente na figura do médico.

Dica 5- Confirmação da experiência pessoal

É o desejo de estar à frente de alguém que é semelhante, que compreende, como se tivesse vivido situações parecidas. A troca de experiências é importante na relação médico-paciente, o entender no lugar do outro e compreender as suas angústias no momento em que ele mais precisa.

Dica 6- Autodefinição

É o reconhecimento e aceitação da própria identidade, percebendo, então, que o médico o reconhece como indivíduo e aceita a sua história.

Dica 7- Sensibilidade

É a necessidade de que, na relação, a outra pessoa se sensibilize; é o paciente ver que o médico não está distante e insensível. Demonstrar compaixão se o paciente está triste, fornecer proteção e segurança se ele está assustado, levá-lo a sério se está com raiva, ou compartilhar se o mesmo está alegre.

Dica 8- Iniciativa

Procurar junto com a sua equipe demonstrar o interesse em saber se o paciente está bem, ou até mesmo confirmar uma próxima consulta.

Dica 9- Gerar Credibilidade

Você pode criar conteúdos relevantes de um determinado assunto e divulgar em sua rede social ou blog, no qual o paciente possa encontrá-lo no momento da busca ou no esclarecimento de uma dúvida. Este momento pode ser o início de uma relação de aproximação e credibilidade do profissional com o seu futuro ou atual paciente.

Com essas dicas, você vai conseguir criar uma relação segura e de confiança, onde o paciente se torna o seu principal promotor e começa a te indicar e falar positivamente de seu trabalho.

Acredito que podemos usar a tecnologia para aprimorar o atendimento. É uma forma de aproximar pessoas e melhorar a conveniência para todos em uma única ferramenta, como por exemplo, agenda online. É, por isso, que penso que a tecnologia pode tornar a consulta em uma experiência única, de cuidado e atenção.


O que você acha dessas dicas? Faz sentido para você? Compartilhe comigo.

Emanuela Rainho Fontes

14 visualizações0 comentário